Brasil

Rodrigo Maia negou pedido de Bolsonaro que causaria prejuízo de R$30 bilhões aos cofres públicos

Bolsonaro pediu que Maia aprovasse projeto de parcelamento de dívidas da Funrural

Foto: Reprodução

Por Redação Tupi

Nesta segunda-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, do Democratas (DEM-RJ), disse que o Presidente Jair Bolsonaro lhe pediu para aprovar um projeto de parcelamento das dívidas Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). De acordo com ele, se esse pedido fosse aprovado, geraria um rombo de R$30 bilhões aos cofres públicos. O pedido foi feito antes de Bolsonaro assumir a presidência e Maia negou por causa do impacto financeiro que o projeto causaria.

O jornal O Globo publicou que Maia disse que a Câmara nunca será um instrumento para gera problemas fiscais ao País. Ainda criticou os gastos públicos, os altos salários e também as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), que impedem as reduções dos gastos ou o engessamento.

– Na Câmara, o salário médio (do servidor) é de R$ 30 mil. Se não tivesse um deputado, ia custar R$ 4 bilhões do mesmo jeito… Nessas decisões, o Judiciário vai amarrando e fortalecendo as corporações públicas”, disse Maia.

enquete

Para conseguir um cargo melhor, o chefe deve valorizar o trabalho ou o 'puxasaquismo'?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »