Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Suspeita de integrar quadrilha que explorou e matou idosa se entrega à polícia

Diana Simões aparece levando a Sônia Maria em uma cadeira de rodas para fazer saques

Publicado

em

Diana Simões aparece levando a idosa em um cadeira de rodas para fazer saques
Diana Simões aparece levando a idosa em um cadeira de rodas para fazer saques - Foto: Reprodução

A quarta suspeita de integrar a quadrilha que sequestrou, roubou e dopou uma idosa de 79 anos, se entregou à polícia, nesta quarta-feira (18). Diana Regina dos Santos Simões, de 32 anos, é a mulher que aparece nas imagens de uma agência bancária, em outubro de 2020, levando Sônia Maria Pilar da Costa em cadeira de rodas para fazer mais uma transação.

Pela vítima estar inconsciente, a mulher chega a colocar o dedo dela para a aprovação biométrica dos saques do dinheiro. Outras três pessoas já haviam sido presas, entre elas, um advogado.

A vítima foi extorquida e dopada por pelo menos 10 dias. Professora aposentada, Sônia Maria da Costa tinha ao menos R$ 5 milhões no banco. Todos vão responder por extorsão com resultado em morte.

Segundo a Polícia Civil, o grupo adquiriu uma procuração em nome da vítima para efetuar o golpe. A estimativa é de que a quadrilha tenha movimentado cerca de R$ 1 milhão. As investigações começaram quando foi feito o registro do desaparecimento da idosa, em Vila Isabel.

Após diligências, levantamento de informações e um trabalho de inteligência, os agentes conseguiram identificar os envolvidos. Um deles, de 63 anos, é um advogado e apontado com um dos mentores do golpe. Danielle Esteves de Pinho, Andrea da Silva Cristina e José Pinto Soares de Andrade também foram denunciados pelo Ministério Público e presos.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.