Conecte-se conosco

Brasil

Tribunal de Contas da União determina a BNDES devolução de recursos ao Tesouro Nacional

Ministro da Economia Paulo Guedes vem chamando devolução de “despedalada final”

Publicado

em

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O Tribunal de Contas da União determinou que o BNDES cumpra um cronograma mais rápido de devolução dos aportes feitos pelo Tesouro Nacional durante governos petistas. Os repasses foram considerados irregulares pela Corte.

A medida deve significar a antecipação de R$ 80 bilhões em recursos públicos que ainda estão em posse do banco. O governo espera receber o dinheiro ainda este ano. Outros R$ 10 bilhões já tiveram a restituição aprovada nas últimas semanas.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que estava apertando o BNDES pela devolução, que vem chamando de “despedalada final”. Desde o fim de 2021, o BNDES vinha brigando com o Ministério da Economia na tentativa de retardar a devolução do saldo restante.

Com a transferência desses recursos, o banco de fomento deve zerar a pendência com o Tesouro e reduzir a dívida pública. Os recursos a serem devolvidos se referem a empréstimos tomados no passado para viabilizar financiamentos a empresas e conter efeitos da crise global de 2008.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.