Brasil

Variante delta do Coronavírus faz estados encurtarem o prazo entre doses da vacina AstraZeneca

Bula da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável pela produção e importação da AstraZeneca, diz que segunda injeção pode ser administrada entre 4 e 12 semanas após a primeira

Por Redação Tupi

Pesquisa coronavírus fiocruz
Pesquisa coronavírus (Foto: Divulgação / Fiocruz)

Ao menos cinco estados brasileiros encurtaram o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina AstraZeneca, mesmo sem orientação do governo federal. O Ministério da Saúde atualmente recomenda 90 dias entre uma e outra, mas por conta da variante delta, gestores dos estados buscam ampliar essa proteção.

O ministério chegou a estudar a redução do prazo, mas uma reunião da Câmara Técnica manteve as 12 semanas.

Já divulgaram a redução do intervalo: Espírito Santo (70 dias), Piauí (70 dias), Pernambuco (60 dias), Ceará (60 dias) e Acre (45 dias). Alagoas e Sergipe fizeram mudanças pontuais. O estado de São Paulo também manifestou a intenção, mas disse que ainda depende de aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo a bula da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável pela produção e importação da AstraZeneca, a segunda aplicação pode ser administrada entre 4 e 12 semanas após a primeira.


recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Agosto de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »