Brasil

‘Agredi sexualmente a repórter?’, questiona Bolsonaro após repercussão

Na manhã desta terça-feira, o presidente disse que a jornalista assediou o ex-funcionário da Yacows Hans River

Por Redação Tupi

(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, rebateu as críticas que recebeu após fazer uma insinuação de teor sexual à repórter da Folha de S. Paulo Patrícia Campos Mello. Na manhã desta terça-feira, Bolsonaro ainda disse que a jornalista assediou o ex-funcionário da Yacows Hans River. A empresa de Hans é investigada na CPMI das Fake News por disparos em massa no WhatsApp.

“No depoimento do Hans River no final de 2018 para o Ministério Público, ele diz do assédio da jornalista em cima dele. Ela queria um furo, ela queria dar um furo a qualquer preço contra mim”, disse o chefe do Executivo nacional, aos risos.

“Eu agredi sexualmente uma repórter hoje? Parabéns à mídia aí, valeu, hein! Eu cometi violência sexual contra a repórter hoje?”, afirmou o presidente na saída do Palácio da Alvorada.

Bolsonaro seguiu com a agente e foi para o Palácio do Planalto, onde dará posse a Onyx Lorenzoni na pasta da Cidadania e a Braga Netto na Casa Civil.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
29 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »