Conecte-se conosco

Brasil

André Mendonça interrompe julgamento de recursos nos inquéritos de Bolsonaro no STF

Em nota, Alexandre de Moraes divulgou a lista de todos os recursos, tanto nos inquéritos que são públicos, como nos sigilosos

Publicado

em

Imagem de André Mendonça
(Foto: José Dias/Presidência da República)

O ministro do Supremo Tribunal Federal, André Mendonça, pediu vista e interrompeu o julgamento de 20 recursos apresentados contra quatro inquéritos que têm o presidente Jair Bolsonaro ou aliados como alvos.

Assim, os quatro inquéritos, que apuram a suposta participação do presidente no vazamento de dados sigilosos de uma investigação, permanecem válidos. Não haverá, no entanto, por enquanto, a chancela dos demais ministros. O julgamento ocorria no plenário virtual, em que os ministros votam pelo sistema eletrônico da Corte, sem se reunirem.

Antes de sua interrupção, o prazo para a votação terminaria na próxima sexta-feira. Não há previsão de retomada do julgamento, algo que depende, a partir de agora, ao ministro André Mendonça.

Em nota divulgada após dos pedidos de vista, Alexandre de Moraes divulgou a lista de todos os recursos, tanto nos inquéritos que são públicos, como nos sigilosos. O gabinete negou a informação de que tivesse pautado para julgamento “qualquer recurso contra decisão que determinou a análise e elaboração de relatório de material obtido a partir de determinação de quebra de sigilo telemático”.

Relator do processo, o ministro Alexandre de Moraes, votou para negar todos os recursos, ou seja, para manter as investigações e outras decisões tomadas ao longo das apurações.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.