Brasil

Augusto Aras se manifesta contra a apreensão de celulares de Jair Bolsonaro e filho

PGR diz que analisará as 'diligências necessárias' em inquérito aberto no STF

Por Redação Tupi

Foto: Senado

O procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifestou contra a apreensão do celular do Presidente da República, Jair Bolsonaro, do vereador Carlos Bolsonaro. A solicitação foi feita por PDT, PSB e PV ao Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas investigações sobre suposta interferência do presidente na Polícia Federal.

Segundo Aras, as “diligências necessárias” serão avaliadas por ele no curso da investigação aberta no STF para apurar as acusações de Moro de que Bolsonaro quis interferir no trabalho da PF.

O procurador ainda ressaltou que não cabe aos partidos fazer este tipo de solicitação. “Tratando-se de investigação em face de autoridades titulares de foro por prerrogativa de função perante o Supremo Tribunal Federal, como corolário da titularidade da ação penal pública, cabe ao Procurador-Geral da República o pedido de abertura de inquérito, bem como a indicação das diligências investigativas, sem prejuízo do acompanhamento de todo o seu trâmite por todos os cidadãos”, afirmou Aras na decisão.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Julho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Domingo Show
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Heleno Rotay
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Bola em Jogo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »