Brasil

Bolsonaro veta dispensa de atestado de empregado durante quarentena

Planalto alegou que a proposta gera insegurança jurídica

Por Redação Tupi

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou integralmente o Projeto de Lei 702/2020, que dispensa o trabalhador de apresentar atestado médico para justificar falta nos primeiros sete dias de quarentena durante à pandemia da Covid-19. A informação foi divulgada no Estadão.

A Presidência da República alegou que a matéria “carece de precisão e clareza”. O veto foi publicado no Diário Oficial da União (DOU).

O projeto, que foi aprovado pelo Congresso no fim de março, acrescenta dispositivos à Lei 605/1949, o que garantiria o afastamento de empregados infectados por coronavírus ou que tiveram contato com doentes por sete dias sem a exigência de atestado médico para justificar a ausência nesse período.

O Planalto destacou que a proposta gera insegurança jurídica por conter imprecisão técnica ao confundir os conceitos de quarentena e isolamento.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »