Conecte-se conosco

Brasil

Empresa de ônibus é intimada a pagar passagem de cachorro e dono

Claudeir Costa e Thor vivem drama da distância desde fevereiro, quando a Pluma se recusou a permitir o embarque do animal

Publicado

em

Thor ficou em um abrigo para animais ao não conseguir viajar com o dono
Thor ficou em um abrigo para animais ao não conseguir viajar com o dono. (Foto: RPC Cascavel/Reprodução)

A Justiça determinou que uma empresa de ônibus que se recusou a levar um cachorro em uma viagem paga pelo dono, arque com a viagem do rapaz para buscar o animal em Cascavel, onde ele ficou abrigado após a postura da empresa.

Claudeir Costa dos Santos, que mora no Espírito Santo, foi para o Paraná em fevereiro deste ano para encontrar um emprego, na companhia no cachorro. Sem sucesso, ele decidiu voltar pra casa.

Sem dinheiro, Claudeir conseguiu a passagem de ônibus para ele e o cachorro, chamado Thor, com ajuda do Centro POP de Cascavel. Mesmo tendo tudo que era necessário para levar o cão, a empresa de ônibus Pluma se recusou a levá-lo, alegando que Thor era muito pesado.

O cachorro então foi para um abrigo de animais para aguardar o retorno do dono. Na decisão expedida no dia 6 de maio, a Justiça determinou que empresa seja intimada pessoalmente e que cumpra o determinado – passagem e hospedagem de ida e volta para o homem e o cachorro -.

Em caso de descumprimento, a empresa será impedida de emitir passagens, através do acionamento da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em todo território nacional. A decisão ainda prevê pagamento de multa diária de R$ 5 mil.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.