Conecte-se conosco

Brasil

Jair Bolsonaro diz que Soraya Thronicke seria ‘muito dócil’ com ele se tivesse dado os cargos que ela pediu

Candidata se elegeu senadora em 2018 apoiando o atual presidente da República

Publicado

em

Bolsonaro chama Soraya de muito dócil
(Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) alegou que Soraya Thronicke (União) seria “muito dócil” se ele tivesse concordado em entregar à senadora cargos em órgãos federais, como o Iphan e o Ibama. Em 2018, Soraya se elegeu para o Senado associando sua imagem à de Bolsonaro.

“A senhora seria muito dócil comigo se eu tivesse atendido a senhora em todos os cargos que a senhora pediu para mim por ofício: Sudeco, Iphan, Ibama. O negócio da senhora gosta de cargos, deitar e rolar. Como não conseguiu, basicamente virou uma inimiga nossa”, afirmou.

Na réplica, Soraya observa que Bolsonaro não respondeu se aceitará o resultado das eleições na pergunta anterior. Em seguida, a candidata pergunta a Bolsonaro “se o senhor se vacinou, qual foi a vacina e quantas doses”

Bolsonaro não respondeu e mudou o assunto para dizer que comprou 500 milhões de vacinas e defender o fato de não ter imposto vacinação obrigatória.

“Vacinou-se quem quis. Eu respeito a individualidade e a liberdade de cada um”, disse Bolsonaro.

Em seguida, o presidente ainda chamou a adversária de “candidata laranja”. Ela teve direito a tréplica e tratou de se defender da acusação. “Não sou candidata laranja, me respeite. O senhor não respondeu a questão da vacina, se se vacinou ou não. Mas podemos acabar com essa portaria que o senhor escondeu”, completou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.