Brasil

Malha aérea reduz 91% dos voos domésticos, devido ao coronavírus

Medida entre a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e as companhias aéreas vai até o final de abril

Por Bruno Almeida

(Foto: Reprodução/Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A nova malha aérea essencial, que entrou em vigor neste sábado (28/03) em todo o Brasil, reduziu 91% dos voos domésticos até o final do mês de abril. A medida foi feita em acordo entre a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e as companhias aéreas, com o objetivo de reduzir os prejuízos causados pela diminuição da demanda por viagens, após o avanço da pandemia do coronavírus no país.

Antes, o fluxo semanal era de 14.781 voos. Com a nova restrição, o país vai ter 1.241 viagens semanais. Os locais em que os vôos são permitidos também diminuíram. A malha aérea essencial mudou de 106 pontos para 46. Todas as 26 capitais e o Distrito Federal estão incluídos, além de outras 19 cidades.

Com o novo cenário, a Latam terá o maior número de operações, com 483 voos semanais, seguida da Azul, com 405 e por último a Gol, com 353.

Comentários

enquete

Fluminense tem chances de avançar na Libertadores?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
06 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »