Brasil

Paraná quer testar vacina russa para Covid-19 em 10 mil voluntários dentro de 45 dias

Para cumprir o prazo estimado, será necessária ainda a aprovação dos órgãos reguladores, como a Anvisa

Por Redação Tupi

Para cumprir o prazo estimado, será necessária ainda a aprovação dos órgãos reguladores, como a Anvisa
(Foto: Divulgação/ Fundo de Investimentos Diretos da Rússia)

O governo do Paraná anunciou, nesta quinta-feira, que dentro de 45 dias deve começar a testar a vacina russa para Covid-19, intitulada de Sputnik V, em cerca de 10 mil voluntários no estado. No entanto, para cumprir o prazo, será necessário antes contar com a aprovação dos órgãos reguladores, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Por esse motivo, membros da gestão paranaense se reuniram, na tarde desta quinta, com a direção da Anvisa, em Brasília, para falar sobre a vacina. O encontro teve como objetivo colher informações sobre a produção do protocolo de validação da fase três e final de testes, para que os estudos possam ser realizados no Brasil.

De acordo com o governo do Paraná, os estudos das duas primeiras fases da vacina já foi entregue a eles pelo Instituto Gamaleya, responsável pelo desenvolvimento da Sputnik V. Todavia, o trabalho na tradução das informações ainda não foi concluído.

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e o Instituto Gamaleya devem desenvolver em até 30 dias o protocolo de validação, que será enviado para a Anvisa e para a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep). Caso seja aprovado no prazo esperado, os testes poderão ser iniciados na data estimada.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »