Brasil

São Paulo decide cancelar réveillon 2022 e paulistas devem manter uso de máscaras

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, medida foi anunciada após resultado de estudo sobre a situação epidemiológica da cidade apontar necessidade de cautela

Por Redação Tupi

são paulo agência brasil
São Paulo decide cancelar réveillon 2022 e paulistas devem manter uso de máscaras (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de São Paulo decidiu que vai cancelar o réveillon desse ano e deve manter a obrigatoriedade do uso de máscaras na cidade. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, a medida foi anunciada após o resultado de estudo apontar necessidade de cautela sobre a situação epidemiológica da cidade, realizada pela própria gestão municipal.

Em novembro, a Prefeitura de SP divulgou o planejamento do tradicional reveillon 2022 na Avenida Paulista. O evento só poderia ser realizado se o “quadro epidemiológico da pandemia” fosse viável. No início da semana, o prefeito Ricardo Nunes disse que a festa seria mantida.

O cancelamento aconteceu após a confirmação de três casos da variante ômicron, sendo dois deles encontrados na capital paulista e um na cidade de Guarulhos, na grande São Paulo. Ainda segundo a gestão municipal, um estudo apontou a necessidade da obrigatoriedade do uso de máscaras na cidade e evitar eventos que promovam aglomerações.

A Prefeitura de São Paulo previa flexibilizar o uso de máscaras nos ambientes externos no dia 11 de dezembro, de acordo com o cronograma do governo do Estado Paulista. Entretanto, esperava o resultado de um estudo próprio para que fosse definida a data.

O Governador João Doria decidiu nesta quinta-feira (2) atender recomendação do Comitê Científico para manter a exigência do uso de máscara em espaços abertos no estado. Após pedido de Doria na tarde da última terça (30), o órgão técnico pediu a manutenção da obrigatoriedade com a confirmação da variante ômicron do coronavírus em São Paulo. O Governo do Estado previa a flexibilização da medida a partir do próximo dia 11.

“Decidimos adotar essa medida por prudência com o cenário epidemiológico no estado. Todos os números demonstram que a pandemia está recuando em São Paulo, mas vamos optar pela precaução. O nosso maior compromisso é com a saúde da população”, disse Doria.

Na recomendação feita ao Governo de São Paulo, o Comitê Científico apontou que há incertezas quanto ao impacto da variante ômicron às vésperas do fim de ano. Os períodos de Natal e do Réveillon costumam provocar grandes aglomerações, o que facilita a transmissão de doenças respiratórias como a Covid-19.

São Paulo foi o primeiro estado a instituir um Centro de Contingência da Covid-19 no país, em 26 de fevereiro de 2020, imediatamente após a confirmação do primeiro caso da doença no Brasil. Além disso, São Paulo foi um dos primeiros estados a exigir o uso de máscara e a implantar a quarentena.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Janeiro de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »