Coronavírus

Estudo aponta que casos de Covid-19 no RJ podem chegar a 32 mil

Levantamento da PUC mostra que taxa de subnotificação pode esconder real número de pessoas infectadas

Por Isaac Santos

Foto: Divulgação

Um estudo elaborado pelo Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde (Nois), da PUC, aponta que o Rio está entre os dez estados brasileiros que menos notificam os casos de Covid-19. De acordo com os dados, a taxa de subnotificação é de 7,2%, o que significa que o número real de pessoas infectadas pode ser quase 13 vezes maior do que o apresentado pelas autoridades. Sendo assim, os casos saltariam de 3.410 no estado, para mais de 32 mil.

Ainda segundo os pesquisadores, o elevado grau de subnotificação pode sugerir uma falsa ideia de controle da doença e, assim, levar ao declínio na implementação de ações de contenção, como o isolamento horizontal.

O pesquisador Marcelo Prado reforça o pedido de isolamento social e explica de que forma é feito este tipo de cálculo. “Primeiro a gente tenta estimar qual é a taxa de letalidade da doença para o Brasil, então, usando um pouco as experiências de Coreia do Sul e China, a gente tenta entender para cada 100 pessoas infectadas, qual vai ser o número de óbitos esperados para a população Brasileira, dado a pirâmide demográfica. O segundo passo é tentar achar a letalidade observada, que é o número de óbitos que a gente têm hoje, divido pelo número de casos que a gente estima já terem chegado ao desfecho, ou seja, recuperação ou óbito. O terceiro passo é juntar essas duas informações”, destacou o pesquisador.

Os resultados indicam que as notificações representam apenas 8% dos casos e, com isso, o número real pode ser até 12 vezes superior ao oficial do Ministério da Saúde.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »