Coronavírus

Feijão e irmã são investigados por infração e apologia ao crime, após vídeo publicado

O tenista, banido do esporte, e a parente falaram que a própria teria espalhado o coronavírus em uma cidade de São Paulo. Promotor local registrou um boletim de ocorrência contra os dois

Por Bruno Almeida

(Foto: Divulgação)

O tenista João Souza, o Feijão, se envolveu em mais uma polêmica. Após ser banido do esporte por manipulação de resultados, o jogador postou um vídeo com a irmã Maria Clara Souza, no qual os dois diziam que Maria teria espalhado o coronavírus para Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Com isso, um promotor da cidade registrou um boletim de ocorrência contra os dois e, assim, um inquérito foi instaurado. A informação foi divulgada inicialmente pelo UOL Esporte.

João Souza e Maria Clara são investigados por cometerem delitos ao artigo 267 (causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênico) e artigo 287 (fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime). Neste momento, as diligências estão sendo feitas para poder realizar a intimação nos dois suspeitos.

No vídeo publicado no Instagram, Maria Clara diz, com conotação irônica, enquanto Feijão dá risada: “Eu levei o coronavírus para Mogi, desculpa, gente. Agora estou ótima, não estou de quarentena, e sigo plena. Vocês que lutem, Mogi que lute”. Já o irmão falou “Mogi decretou estado de calamidade pública. E por causa de quem? Desta pobre louca aqui”.

Mogi das Cruzes decretou estado de calamidade pública na última sexta-feira (20/03). Até o momento, a cidade apresentou um caso oficial de coronavírus, mas há alguns suspeitos, dentre eles um bebê de três meses, que está internado na UTI em estado grave.

Em comunicado enviado ao UOL Esporte, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou a situação de Feijão e da irmã.

“Eles são investigados pela infração de medida sanitária preventiva e apologia ao crime, ocorrido em Mogi das Cruzes. A autoridade policial foi acionada no sábado (21), por um promotor de Justiça, informando sobre a veiculação de um vídeo, divulgado em uma rede social, em que uma mulher profere dizeres supostamente admitindo a responsabilidade pela propagação do coronavírus em Mogi das Cruzes”.

Após repercussão negativa, Feijão apagou o vídeo e se comunicou nas redes sociais pedindo desculpas a quem se ofendeu.

“Brincadeira de mau gosto para uns, falta de assunto para outros, motivos para julgar e carinho das pessoas que se preocupam. Não estamos e muito menos passamos coronavírus para ninguém; era só um papo entre irmãos que gravei e postei. Quem achou que foi de mau gosto, nos desculpem. Aos poucos que realmente se preocupam, sim, estamos bem, saudáveis e em casa”.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
31 de Março de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »
-->