Coronavírus

RioÔnibus determina rodízio de rodoviários na cidade

O sistema BRT também pode parar por causa da queda no número de passageiros

Por Redação Tupi

O RioÔnibus determinou rodízio de rodoviários com redução de salário de funcionários.

Segundo o presidente do RioÔnibus Cláudio Callak,a medida é uma reação à queda de circulação de passageiros por causa da epidemia de Covid-19.

Além disso, o sindicato das empresas assinou um termo assinou um termo aditivo e se comprometendo a não demitir funcionários enquanto durarem as medidas restritivas contra o coronavírus.

O termo prevê que cada empregado fique dispensado de ir trabalhar durante dez dias por mês. A dispensa não será remunerada — logo, haverá redução de um terço do salário.

O acordo assegura pagamento integral de vale-alimentação e vale-transporte.

O RioÔnibus afirma que as empresas se comprometem a não promover demissões — salvo em faltas graves.”

De acordo com o Consórcio BRT, o sistema também pode parar por causa da queda no número de passageiros. A empresa afirma que caso as normas de restrição impostas pela prefeitura continuem, as operações podem ser interrompidas.

Procurada, a Prefeitura do Rio ainda não se manifestou sobre o caso.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
06 de Abril de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »