Economia

Maioria dos bares e restaurantes do Rio demitiu funcionários

Muitos estabelecimentos que não trabalhavam com delivery e agora fazem uso da ferramenta

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

No Rio de Janeiro, 75% dos bares e restaurantes demitiram funcionários desde o começo do isolamento social por causa da pandemia de coronavírus. Os números constam da pesquisa do Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro. Fernando Blower, presidente do SindRio, afirma que a crise é sem precedentes. A pesquisa aponta que 80% dos bares e restaurantes perderam entre 50% e 100% do faturamento. O cenário, segundo Fernando Blower, leva os donos dos estabelecimentos a pedirem linhas de créditos, para tentar conter gastos permanentes.

O presidente do sindicato conta que a situação é desanmiadora. De acordo com Fernando Blower,  o dono do restaurante não consegue o crédito porque já está com o estabelecimento irregular devido à falta de receita, ou quando consegue, não tem como arcar com os juros altos. Para ele, é necessário que os bancos reduzam as taxas e criem linhas emergenciais em parceria com lideranças governamentais. A pesquisa aponta que 80% dos estabelecimentos aguardam esses créditos.

Muitos estabelecimentos que não trabalhavam com delivery e agora fazem uso da ferramenta. Apesar da tentativa, a receita gerada pelas entregas não é suficiente para manter os locais em funcionamento completo. Isso pode vir a provocar um efeito dominó na economia da capital e do Estado.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
31 de Maio de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »