Educação

Ministério Público do Rio de Janeiro questiona validade de aulas virtuais em razão de pandemia

Ação civil pública pede que Estado do Rio não contabilize atividades como dias e horas letivos.

Por Redação Tupi

Foto: Agência Brasil

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) informou, em comunicado, ter ajuizado ação civil pública questionando a validade de aulas virtuais, que estão sendo realizadas por instituições de ensino no Estado do Rio de Janeiro em meio à pandemia do novo coronavírus.

Na prática, o MP pede que o Estado do Rio não contabilize as atividades educacionais realizadas pela plataforma online. Isso faz com que as aulas virtuais sejam consideradas atividades complementares de estimulo intelectual aos alunos.

O órgão alega o fato de que muitos alunos não têm acesso à internet e estariam diretamente excluídos do processo de aulas virtuais. O Ministério Público pediu, também, que o Estado garanta o cumprimento integral do calendário letivo dos alunos que não cumprirem os requisitos de frequência e aproveitamento, em razão das dificuldades de aceso ou utilização da plataforma.

Como medida de urgência, requer o MPRJ que o estado apresente, no prazo de 10 dias, um plano de ação pedagógica específico para os alunos com deficiência, indígenas, quilombolas e encarcerados, a ser encaminhado ao CEE-RJ, sem qualquer distinção no que respeita à qualidade do ensino, inclusive com a disponibilização de tecnologias específicas e assistivas a este público-alvo, quando necessário.

Comentários
enquete

Os quatro maiores clubes do Rio se sairão melhor na segunda rodada do carioca?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
06 de Março de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »