Entretenimento

Apresentador comenta sobre mês do Orgulho: “O movimento LGBTQIA+ não é só festa”

Benjamin Cano acredita que fazer desse movimento apenas uma festa não é a melhor maneira de lutar pelos direitos LGBT

Por Victor Yemba

(Foto: Laurence GUENOUN/ Divulgação)

Em junho, comemora-se mundialmente o Orgulho LGBTQIA+ e são levantados muitos temas relacionados à causa. Enxergar a simbologia e entender as diferentes perspectivas sobre essa celebração é uma das melhores maneiras de evoluímos e avançamos na luta contra o preconceito.

O apresentador e empresário, Benjamin Cano acredita que fazer desse movimento apenas uma festa não é a melhor maneira de lutar pelos direitos LGBT. “Nunca fui ativista do movimento ou muito ligado a essa celebração. Acredito que fazer disso apenas um evento com festa, música e abusar do estereótipo da comunidade não agrega a essa luta e não me representa.”

Casado há 20 anos e pai de um menino de três anos, ele acredita que toda essa glamourização em volta desse movimento pode colaborar para permanência desse pensamento retrógrado sobre as pessoas LGBT. “Todo esse cenário pode favorecer a permanência dos pensamentos homofóbicos da sociedade. Já que contribuir para a maioria das pessoas não relacionarem essa data as famílias homoafetivas, como no meu caso, mas a festa”, ressaltou.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »