Celebridades

Morre Paulo Pagni, baterista do RPM

Músico estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Camilo desde 14 de maio

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

Paulo Pagni, baterista da banda RPM, morreu neste sábado, aos 61 naos. O músico estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Camilo desde 14 de maio. A morte foi confirmada pela unidade médica.

O baterista morreu por insuficiência respiratória e broncopneumonia. Ele deu entrada no Hospital com infecção pulmonar e apresentava dificuldade respiratória. Paulo Pagni havia sido diagnosticado com fibrose pulmonar.

O velório de Paulo Pagni será em uma funerária na cidade onde o músico morava, Araçariguama, em São Paulo. O enterro está previsto para 12h do próximo domingo, no cemitério municipal.

A banda RPM postou uma nota oficial em seu perfil no Facebook lamentando a morte de Paulo.

“Nosso querido amigo P.A resolveu definitivamente descansar de sua brava luta pela vida. Partiu hoje em decorrência do agravamento das suas condições respiratórias devido a forte pneumonia que o atingiu. Fomos pegos de surpresa e tomados pela tristeza quando soubemos de sua partida à pouco. Estamos em Garopaba/SC, temos a responsabilidade de tocarmos e darmos nosso melhor perante uma plateia estimada em 20.000 pessoas, em respeito à eles, à Prefeitura local que nos contratou e em coerência ao nosso profissionalismo, onde poderemos prestar uma homenagem ao nosso companheiro eterno de estrada que estará com certeza sempre ao nosso lado. Conseguimos antecipar nosso retorno para SP, e isso nos deixará em condições de estarmos presentes à ele pela última vez neste domingo pela manhã.” 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »