Esportes

Após denúncia, Santos abre investigação e intensifica combate ao racismo

Thiago Galhardo, do Ceará, alegou que Fabinho foi hostilizado de forma criminosa na Vila Belmiro

Por Redação Tupi

Depois do episódio da última quinta-feira, quando jogadores do Ceará alegaram ouvir insultos raciais direcionados ao volante Fabinho, na Vila Belmiro, o Santos intensificou a campanha contra o racismo nas arquibancadas. Ainda na sexta-feira, o presidente do clube, José Carlos Peres, ligou para o jogador e também para Robinson de Castro, presidente da equipe cearense. A chamada teve como objetivo pedir desculpas e manifestar apoio na busca do torcedor responsável.

Nas redes sociais, o Peixe também fez questão de se posicionar sobre o caso. Em uma publicação feita no Twitter, o clube alegou que o estádio é um lugar para todos, menos para pessoas preconceituosas. A busca pelo torcedor responsável também foi iniciada, inclusive com a alegação que sequer o plano de sócios tolera comportamentos similares.

“Nossa arquibancada é espaço para quase todos: temos santistas de todas as raças, idades, origens, moradores de todas as partes do Brasil, gêneros, diferentes posições políticas, opções, gostos e credos. Só não temos espaço para preconceituosos.”, foi o conteúdo publicado pelo clube na rede social.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »