Campeonato Brasileiro

Com um a menos, Vasco bate o Brusque em Santa Catarina e Diniz conquista primeira vitória na Série B do Brasileirão

Em bonito voleio, Nenê marcou e fez o Cruzmaltino se aproximar do G-6

Por Bruno Gentile

Nenê marca, de voleio, e garante vitória do Vasco por 1 a 0 sobre o Brusque pela Série B
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

A vitória veio, e no sufoco! Depois de sofrer dois empates nos acréscimos contra CRB e Cruzeiro, o Vasco foi a Santa Catarina, nesta sexta-feira (24), venceu o Brusque por 1 a 0, com um a menos por quase metade do jogo, no Estádio Augusto Bauer, pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e garantiu o primeiro triunfo sob o comando do técnico Fernando Diniz, além de encostar no G-6 da competição nacional, pulando da 11ª para a sétima posição da tabela de classificação e atingindo 37 pontos. Em lindo voleio de canhota, Nenê, recém-chegado novamente ao clube, fez a favor dos cariocas, na etapa complementar, e anotou seu segundo tento após o retorno.

O tempo inicial, apesar de bastante movimentado, não teve grandes chances de gol. E as poucas oportunidades que surgiram foram a favor do Quadricolor, que chegou a balançar a rede duas vezes, mas de forma irregular. O Cruzmaltino, por outro lado, praticamente não construiu jogadas perigosas e sofreu muita pressão dos donos da casa, enquanto tentava propor volume ofensivo. Logo aos 4 minutos, os catarinenses vieram à frente: Nonato ficou com a sobra na entrada da área, soltou a bomba de perna direita e mandou à direita da baliza de Vanderlei, para agitação da torcida presente nas arquibancadas.

Na sequência, o Brusque, bem insinuante, marcou, aos 5. Em escanteio cobrado pela faixa direita, houve desvio na trave e resvalo no travessão. Edu pegou o rebote e arriscou meio desequilibrado de perna canhota em direção ao meio da confusão, encontrando os pés de Nonato. O volante empurrou para a meta vazia e inaugurou a contagem no Augusto Bauer. Entretanto, após quatro minutos de análise do VAR, o corpo de arbitragem flagrou impedimento no lance e invalidou o tento.

A partir daí, o confronto tornou-se mais lento e truncado, ao ponto de nenhuma possibilidade concreta de iniciar a contagem aparecer. Aos 15, o Gigante da Colina até ameaçou com Léo Matos, no momento em que o lateral chutou, de primeira, e acabou isolando no setor em que estavam localizados os torcedores dos mandantes. Depois, somente aos 38, é que os visitantes, em chance de bola parada. Nenê bateu falta direto, Ricardo Graça subiu entre os zagueiros e testou firme, porém, à esquerda do goleiro adversário.

Quando tudo indicava para a evolução do Vasco no duelo, em Santa Catarina, uma expulsão tratou de jogar um balde de água fria nas esperanças cruzmaltinas. Isso porque, aos 43, Léo Matos, ao pular com o objetivo de cabecear no ataque, acertou forte cotovelada no rosto de Claudinho e, com o auxílio das imagens do árbitro de vídeo, o juiz resolveu por dar cartão vermelho ao número 3 da equipe de São Januário, que passou a ficar com um a menos. Logo em seguida, aos 45, Jhon Cley foi lançado, invadiu a área pela esquerda, cortou o defensor e levantou na medida para Edu empurrar ao fundo da rede. Mas Savio Pereira Sampaio imediatamente anulou tudo, por conta de posição irregular.

Na volta do intervalo, o Brusque retornou muito ligado na partida e, no início, já tentou se colocar à frente no placar, aos 2 minutos. Em cruzamento de Zé Mateus pela faixa direita, Edu conseguiu testar com perigo, firme, e obrigou Vanderlei a fazer linda intervenção para evitar o tento dos donos da casa. Entretanto, apesar de estar em cenário adverso no jogo, com 10 em campo, o Gigante da Colina foi quem marcou primeiro: aos 10, ao aproveitar belo passe de Zeca por cima da zaga, Nenê surgiu na segunda trave para arrematar, sem deixar cair, em espécie de voleio, acertou rasteiro no cantinho de Ruan Carneiro, fazendo 1 a 0.

Após o gol sofrido, o Quadricolor, no prejuízo, lançou-se ao ataque, tentando tirar vantagem da sua superioridade de jogadores, e enfileirou três grandes boas jogadas, aos 20, 23 e 26. Em ótimo lance individual, Garcez avançou e emendou uma bomba de média distância, o que implicou em precisa defesa do goleiro carioca. Na sequência, em cruzamento feito por Airton, Toty subiu e mandou de cabeça, com estilo, para nova espalmada do camisa 1 do time do Rio de Janeiro. Por fim, Toty pegou sobra depois de bate-rebate e finalizou forte. A bola tocou em Ricardo Graça e saiu por cima do travessão, levando certo perigo. A partir daí, os mandantes seguiram procurando brechas para emptar, mas só tiveram apenas uma chance, nos acréscimos, com Edu. Porém, Vanderlei evitou de novo a igualdade e garantiu a vitória suada do Cruzmaltino.

Agora, o Vasco terá poucos dias de preparação para encarar o Goiás, vice-líder por enquanto da Segunda Divisão, na próxima segunda-feira (27), às 20h, em São Januário, pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Vale lembrar que, para esse confronto, o Gigante da Colina terá a volta do volante Andrey, que cumpriu suspensão em função do terceiro cartão amarelo tomado contra o Cruzeiro. Léo Jabá também regressa à equipe. Por outro lado, Léo Matos, expulso nesta vitória sobre o Brusque, não ficará à disposição do técnico Fernando Diniz.

Últimos vídeos do Vascão


recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
22 de Outubro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »