Conecte-se conosco

Campeonato Brasileiro

“#Cucanao”: Torcedores do Atlético-MG fazem campanha contra a contratação de Cuca

Treinador foi acusado de estupro quando ainda era jogador de futebol

Publicado

em

Foto: Ivan Storti/Santos

Com a iminente saída do técnico Jorge Sampaoli, o Atlético-MG já monitora o mercado em busca de um novo treinador. Por outro lado, um nome deve ser descartado por conta da pressão da torcida: Cuca, que carrega uma acusação de estupro coletivo. Nas redes sociais, torcedores do Galo relembraram o episódio para rejeitar uma possível negociação com o profissional. A ‘#cucanao’ foi levantada nas redes sociais.

O caso aconteceu em 1987, em Berna, na Suíça, quando ainda era jogador do Grêmio. Uma garota de 13 anos acusou Cuca e mais três jogadores do Tricolor Gaúcho de estupro coletivo.

A acusação se transformou em condenação em 1989, mas como violência sexual contra pessoa vulnerável e não como estupro. Todos foram condenados a 15 anos, mas nunca cumpriram. Em 2004, o crime prescreveu.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.