Esportes

‘Dão muito moral à maneira como se trata o racismo no futebol’, opina Vanderlei Luxemburgo

Para o treinador, maioria das situações não passam de "brincadeiras" para desestabilizar o adversário

Por Redação Tupi

Para o treinador, maioria das situações não passam de “brincadeiras” para desestabilizar o adversário
(Foto: Reprodução)

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, minimizou os casos de racismo dentro do futebol. Na opinião do treinador, muitas vezes, tudo não passa de uma simples “brincadeira”.

“Acho que os atos de racismo no futebol são provocados e eu achava que deveriam ser deixado de lado. Dão muito prestígio, muito moral à maneira como se trata o racismo no futebol. Nada mais é do que uma bobagem, ao meu ver. Aquilo, sim, que o cara fez (nos Estados Unidos) é racismo puro. Mas no futebol o cara brincar com o outro, gozar o outro para desestabilizar o camarada, dizer que aquilo ali é ato de racismo, não sei. Mas é uma discussão longa”, falou Luxemburgo.

O comentário foi feito pelo comandante do time palmeirense ao ser questionado sobre as manifestações de atletas e entidades, ligados ao futebol, se posicionando contrários aos atos de racismo. “Essa questão aflorou muito nos Estados Unidos. É uma discussão bem doida para se chegar ao consenso. O que houve lá foi brutal, foi uma covardia. Aqui no Brasil existem algumas situações. Mas eu vejo em algumas situações que se tratam como racismo o que é totalmente desnecessário se tratar como racismo. Isso o que aconteceu é racismo. Existiu uma ira, uma raiva. Da mesma forma como morreu, morre muito branco também de formas agressivas, de sacrificar”, declarou o treinador.

Comentários
enquete

Quem você acha que é o favorito para levar o título da Supercopa do Brasil?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show de Bola
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »