Esportes

PM proíbe torcida de levar material provocativo para clássico mineiro

Na partida entre Atlético-MG e Cruzeiro, Polícia Militar vetou a entrada de qualquer objeto com a "letra B", que seria em alusão ao rebaixamento da Raposa

Por Bruno Almeida

(Foto: Reprodução/Instagram/Atletico)

Atlético-MG e Cruzeiro se enfrentam neste sábado, às 19h, no Mineirão. A partida terá a presença das duas torcidas, com 90% dos ingressos para a do Galo e 10% para a celeste. Com isso, a Polícia Militar de Minas Gerais tomou uma decisão polêmica para tentar conter episódios de violência: proibiu a entrada de materiais provocativos na partida. Não pode entrar no estádio nenhum objeto com a letra B, que seria uma provocação ao rebaixamento da Raposa. Na visão da PM, os materiais poderiam “acirrar os ânimos”.

O Atlético-MG posicionou-se contrário à decisão. De acordo com clube, o papel do poder público é, justamente, garantir a segurança para as torcidas se manifestarem. De acordo com o vice-presidente do Galo, Lásaro Cândido Cunha, em uma postagem no Twitter, a diretoria vai fazer um ofício para que o Ministério Público impeça o que ele chamou de “censura absurda”.

Já o superintendente administrativo do Cruzeiro, Benecy Queiroz, aprovou a decisão da Polícia Militar. De acordo com ele, a norma foi para a segurança do torcedor.

– Acho que é uma questão de segurança, e como a PM é responsável por isso, ela determinou isso. E temos que parabenizar a ação da PM, para que todos que irão ao estádio, ver um grande espetáculo, tenham segurança.

A previsão de público para o clássico de sábado é de 60 mil torcedores.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
29 de Março de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »
-->