Conecte-se conosco

Copa do Mundo

Zebra! Itália desperdiça chances, perde para a Macedônia do Norte e está fora da Copa do Mundo do Catar

Azurra já não havia se classificado também para o Mundial da Rússia, em 2018

Publicado

em

Itália perde para a Macedônia do Norte e está fora da Copa do Mundo do Catar
(Foto: Divulgação/Uefa)
Itália perde para a Macedônia do Norte e está fora da Copa do Mundo do Catar

(Foto: Divulgação/Uefa)

Pela segunda vez consecutiva e a primeira em sua história, a Itália está fora da Copa do Mundo. Tetracampeão do mundo, a Azurra controlou o jogo, desperdiçou inúmeras oportunidades de marcar, sofreu o gol nos acréscimos e perdeu por 1 a 0, de forma surpreendente, para a Macedônia do Norte, no Estádio Renzo Barbera, em Palermo, e deu adeus à possibilidade de garantir vaga na fase de grupos do Catar – o país já havia ficado de fora também da edição de 2018, sediada na Rússia. A partida desta quinta-feira (24) foi válida pela semifinal da repescagem das Eliminatórias Europeias e, por ser disputada em formato de partida única, na casa do melhor ranqueado, marcou mais um fracasso do time local. Por outro lado, os macedônios, que nunca estiveram em um Mundial, pegarão Portugal na etapa seguinte, fora de casa, e continuam sonhando com a classificação inédita.

No entanto, o resumo do confronto não esteve condizente com o placar. Isso porque a atual detentora do título da Eurocopa, quando bateu a Inglaterra, nos pênaltis, na temporada passada, deu 30 chutes à baliza adversária e teve posse de bola de 66% durante os 90 minutos, mas esbarrou na falta de pontaria e afobação para sair do gramado sem sequer balançar a rede e frustrar os torcedores presentes nas arquibancadas. Já as zebras do duelo, finalizaram apenas em quatro oportunidades. Em uma delas, aos 47 do segundo tempo, o atacante Trajkovski arriscou forte batida de fora da área e o goleiro Donnarumma não conseguiu fazer a defesa. A partir daí, os mandantes passaram a pressionar com maior intensidade, alçando diversos cruzamentos. Porém, nenhuma das tentativas surtiu efeito e a eliminação precoce aconteceu.

O retrospecto da Itália no século XXI, inclusive, não favorecia o time europeu tetracampeão mundial. Isso porque, além de também não participar da Copa do Mundo de 2018, caindo nas Eliminatórias, a Azurra caiu na fase de grupos nas edições de 2010, na África do Sul, e 2014, no Brasil, quando pegou o chamada “chave da morte”, ao lado da Inglaterra, da Uruguai e Costa Rica, e terminou em terceiro lugar, atrás da Celeste, em segundo, e dos costa-riquenhos, líderes. Anteriormente, em 2006, conquistou o troféu ao bater a França nas penalidades, na Alemanha, e reuniu grandes craques do futebol internacional, como Buffon, Nesta, Canavarro, Gattuso, Pirlo, Del Piero, Camoranesi e Totti.

 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *