Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Justiça define data de audiência de madrasta que envenenou enteados

Cíntia teve a prisão preventiva confirmada em julho deste ano e seguiu presa deste então

Publicado

em

cintia mariano
(Foto: Reprodução)

Está marcada para a próxima sexta-feira (30), às 13h, a primeira audiência de instrução e julgamento do processo contra Cíntia Mariano Dias Cabral, no 3º Tribunal do Júri da Capital. A ré é acusada de envenenar os enteados Bruno e Fernanda Cabral. O jovem, de 16 anos, sobreviveu à tentativa de homicídio qualificado ocorrida em maio. A irmã, com 22 anos, morreu em 28 de março, depois de ficar 13 dias internada.

No dia 14 de junho, o juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira atendeu a um pedido do Ministério Público e prorrogou a prisão temporária da madrasta após perceber, no decorrer das investigações da apuração do caso de Bruno, semelhança com a dinâmica da morte de Fernanda.

Em julho, a Justiça do Rio determinou que Cintia tivesse a prisão convertida para preventiva. Com isso, ela foi transferida de Benfica, na Zona Norte do Rio, onde estava desde que foi presa, para o Instituto Santo Expedito (ISE), em Bangu, na Zona Oeste da cidade. Lá, a acusada precisou ser separada das outras presas para garantia da sua integridade física.

“Somente a manutenção da prisão de Cíntia possibilitará a eventual aplicação da Lei Penal e a instantânea garantia da ordem pública, evitando-se a reiteração criminosa, o que indiciariamente já se viu nestes autos em razão do surgimento de elementos do segundo fato agora melhor apurado. Ademais, tal medida se mostra indispensável, reitero, para o êxito da investigação criminal”, afirmou o magistrado na decisão.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *