Brasil

Setembro de 2020 foi o mês mais quente do mundo na história

Centro europeu afirmou, ainda, que há possibilidade de 2020 se tornar o ano mais quente já registrado por cientistas

Por Redação Tupi

Mayke Toscano/ Secom-MT

O mês de setembro deste ano foi o mais quente da história, segundo um levantamento divulgado nesta quarta-feira (7) pelo centro de pesquisas global Copernicus Climate Change (C3S). O instituto europeu levou em consideração temperaturas do mundo inteiro na análise.

O registro é 0,05 grau Celsius superior ao de setembro do ano passado, que, até o momento, detinha o recorde. A tendência é que as temperaturas permaneçam altas até o final do ano. Se o calor continuar, 2020 pode se tornar o ano mais quente já registrado por cientistas, superando o patamar de 2016.

No Brasil, as temperaturas altas influenciaram nas queimadas da Amazônia e do Pantanal, de acordo com o C3S. O calor também quebrou recordes no Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo. A capital paulista teve o mês mais quente da história, segundo dados do Inment (Instituto Nacional de Meteorologia).

As temperaturas elevadas de setembro também deixaram marcas no resto do planeta. O C3S apontou a onda de calor contribuiu para incêndios em regiões como na Califórnia (EUA) e na Sibéria (Rússia). O C3S também constatou o maior derretimento do gelo marinho no Ártico desde setembro de 2012.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »