Conecte-se conosco

Mundo

Homem é preso após espancar vendedor ambulante até a morte na Itália

Vítima foi espancada até a morte em plena luz do dia depois de ele ter chamado a namorada do seu agressor de "bonita" em uma tentativa de conseguir uma venda

Publicado

em

Foto: reprodução

Na Itália, um homem foi preso na cidade de Civitanova Marche, depois de matar brutalmente um vendedor ambulante nigeriano, Alika Ogorchukwu, de 39 anos, foi espancado até a morte em plena luz do dia depois de ele ter chamado a namorada do seu agressor de “bonita” em uma tentativa de conseguir uma venda.

De acordo com informações o ataque ocorrido na última sexta-feira (29), foi filmado por turistas que pareciam não fazer nada para intervir. A vítima usava muletas, que foram usadas pelo agressor no ataque. Após cair no chão, Alika foi esganado pelo outro homem e recebeu vários socos na cabeça.

O presidente da Associação para Imigrantes na Área (ACSIM), Daniel Amanza, confirmou que o ataque foi decorrente de um acesso de fúria motivado por ciúme.

Segundo Daniel, Alika abordou a mulher para vender lenços.”Bella (bonita, em italiano), você pode comprar uns lenços ou me dar 1 euro?”.

No sábado (30), imigrantes nigerianos fizeram um protesto na cidade, e o prefeito, Fabrizio Ciarapica, prometeu rigor na apuração do crime. Segundo a imprensa local, o agressor foi identificado como Filippo Ferlazzo, de 32 anos, e preso suspeito de homicídio e roubo do celular da vítima.

“O assassinato de Alika Ogorchukwu é ferocidade sem precedente. Indiferença generalizada. Não pode haver justificativa”, declarou Enrico Letta, ex-primeiro-ministroitaliano e chefe do Partido Democrata, de esquerda.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.