Patrulhando a Cidade

Milicianos cobram taxa de segurança de ambulantes em rodovias

Os vendedores são obrigados a pagar R$ 20 por semana aos criminosos

Por Marcelo Silva

(Foto: Diana Rogers / Super Rádio Tupi)

A Polícia Civil instaurou uma investigação para apurar a ação de milicianos estão cobrando taxas dos ambulantes que trabalham na antiga Rodovia Rio-São Paulo, entre Campo Grande, na Zona Oeste da Capital Fluminense, e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

A denúncia é que os vendedores que comercializam produtos no engarrafamento estão sendo obrigados a pagar R$ 20 por semana, como uma suposta taxa de segurança instituída pelo grupo paramilitar.

As abordagens dos milicianos aos comerciantes acontecem na BR-465, a antiga Rio-São Paulo, onde trânsito costuma ficar lento na BR-465, no trecho entre o Rio e a Baixada, nas horas de maior movimento e é justamente nesse período em que os ambulantes aproveitam para vender balas, biscoitos e bebidas.

Procurada, a Polícia Civil informou que a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas, a DRACO investiga esse tipo de prática em vias expressas do Rio de Janeiro e no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Comentários

enquete

Você está satisfeito com o empate no primeiro fla-flu da final do Carioca?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »