Patrulhando a Cidade

Polícia conclui que bala que atingiu cabeça de criança, na Zona Norte, partiu de armas de bandidos

A criança foi baleada na cabeça quando assistia o pai jogar bola em um campo, no alto do Morro São João.

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

De acordo com a Polícia Civil, o tiro que atingiu o menino Arthur Gonçalves Monteiro Esperança, de 5 anos, em janeiro deste ano, partiu de armas de bandidos do Morro São João, no Engenho Novo, Zona Norte do Rio e não de policiais da UPP da comunidade. A criança foi baleada na cabeça quando assistia o pai, jogar bola em um campo, no alto da comunidade.

Paulo Roberto Esperança tentou proteger o filho, mas ficou ferido na mão quando e a bala atingiu a cabeça de Arthur. Uma reprodução simulada chegou a ser feita, à época, para auxiliar nas investigações. Segundo a PM, a troca de tiros teve início quando policiais militares da UPP/São João foram atacados por criminosos durante patrulhamento.

O inquérito foi enviado ao Ministério Público do Estado em junho deste ano. A Policia Civil solicitou um novo prazo para a conclusão do caso, mas ainda não obteve retorno sobre o pedido. De acordo com o delegado responsável pelo documento, Alan Luxardo, a localização de Arthur e do pai, no alto da comunidade impediu que o trajeto das balas disparadas pela PM fosse capaz de chegar até eles.

Arthur chegou a ficar em estado grave no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, na mesma região, mas se recuperou e teve alta um mês depois.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
11:00 - Programa Francisco Barbosa
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
08:00 - Programa Roberto Canazio
06:00 - Fala Garotinho
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »