Destaques

RJ atinge menor taxa de homicídios dolosos nos últimos 31 anos

De acordo com o balanço referente ao período de janeiro a março de 2022, do Instituto de Segurança Pública, os números de latrocínio e morte por intervenção policial também apresentaram redução

Por Caio Ramos

 

polícia militar reforço
(Foto: Reprodução/PMERJ)

Nos primeiros três meses de 2022, o estado do Rio de Janeiro apresentou uma redução de 18% nos números de homicídios dolosos, aqueles com intenção de matar, comparado com o mesmo período do ano passado. De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), ao todo, foram 760 vítimas, o que representa o menor saldo dos últimos 31 anos.

O Instituto de Segurança Pública destacou ainda que, de janeiro a março deste ano, os números de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, caíram pela metade. As mortes provocadas por intevenção policial também apresentaram uma redução de 30% comparado a 2021.

Para a diretora do instituto, Dra. Marcela Ortiz, os números nos indicadores de violência urbana no estado são um resultado da política pública promovida pelo governador Cláudio Castro.

“Os resultados positivos da segurança pública estadual não são triviais e reforçam, cada vez mais, a importância do trabalho integrado entre as Polícias Civil e Militar. Essa integração entre as fforças é uma demanda do governador Cláudio Castro, assim como a priorização da segurança pública.”

Principais indicadores:

▪ Homicídio doloso: 760 vítimas nos três primeiros meses do ano de 2022 e 256 em março – este foi o menor valor para o trimestre e para o mês desde 1991. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 18% em relação ao acumulado do ano e também em relação ao mês.

▪ Letalidade violenta (homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do estado): 1.099 vítimas nos três primeiros meses do ano de 2022 e 386 em março – estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado desde 1991. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 23% em relação ao acumulado do ano e de 21% em relação ao mês.

▪ Morte por intervenção de agente do estado: 318 mortes nos três primeiros meses do ano de 2022 e 123 em março. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 30% em relação ao acumulado do ano e de 22% em relação ao mês.

▪ Roubo de carga: 1.054 casos nos três primeiros meses do ano de 2022 e 342 em março – este foi o menor valor para o mês e para o acumulado desde 2013. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 5% em relação ao acumulado do ano e redução de 14% em relação ao mês.

▪ Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 14.499 casos nos três primeiros meses do ano de 2022 e 5.168 em março – este foi o menor valor para o mês e para o acumulado desde 2006. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 24% em relação ao acumulado do ano e redução de 18% em relação ao mês.

▪ Roubo de veículo: 5.776 casos nos três primeiros meses do ano de 2022 e 2.146 em março – este foi o menor valor para o mês desde 2011 e para o acumulado desde 2012. Na comparação com 2021, o indicador registrou redução de 16% em relação ao acumulado do ano e redução de 9% em relação ao mês.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Domingo Show
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Pedro Augusto
10:00 - Show do Heleno Rotay
06:00 - Programa Cristiano Santos
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Bola em Jogo
20:00 - Fala, Galera
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »