Patrulhando a Cidade

Traficante que extorquia moradores de Madureira é preso pela Polícia Civil

Criminoso invadiu um condomínio e passou a cobrar aluguel dos inquilinos com ameaças de morte

Por Redação Tupi

Foto: Divulgação / Polícia Civil

O traficante Guilherme Corrêa Augusto, de 25 anos, foi preso na tarde deste sábado (13), durante uma operação da Polícia Civil. Ele é apontado como um dos principais integrantes da facção criminosa que controla a venda de drogas no Complexo da Serrinha, em Madureira, na Zona Norte do Rio. De acordo com as investigações, Guilherme extorquia moradores e comerciantes da região, invadiu um condomínio da localidade e passou a cobrar aluguel dos inquilinos com ameaças de morte.

O delegado Neílson Nogueira, titular da 29º DP (Madureira), afirma que os próximos passos da polícia é identificar moradores do condomínio que colaboravam com as ações dos bandidos. “As investigações continuam para tentar identificar outros indivíduos que estão vinculados à estas práticas delitivas, bem como verificar se há algum tipo de envolvimento da pessoa que estava residindo neste apartamento invadido pelos traficantes”, disse.

As diligências também revelam que os criminosos extorquiam uma empresa de ônibus de Madureira, com valores acima R$ 5 mil reais. A ação contou com o apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (CORE).

Comentários
enquete

Vai ter ovo de Páscoa na sua casa?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Alexandre Ferreira
« Programa Anterior
02:00 - Na Companhia Do Garcia
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »