Patrulhando a Cidade

[Vídeo] PM da ativa participou da morta de Fernando Iggnácio

Prisão temporária dele já foi decretada.

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Marcos Antonio de Jesus/ Super Rádio Tupi)

O cabo da Polícia Militar, Rodrigo Silva das Neves, que trabalha no 5º BPM (Praça da Harmonia), no Centro do Rio, foi identificado como um dos homens que participaram da morte do contraventor Fernando Iggnácio, genro de Castor de Andrade, executado na semana passada, dentro uma empresa de helicópteros, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

A prisão temporária dele já foi decretada. A Delegacia de Homicídios da Capital busca agora identificar mais três homens. Foram apreendidos 4 fuzis, um deles utilizado no crime. Em entrevista na tarde desta quarta-feira, na sede da DH, na Barra da Tijuca, o delegado Moisés Santana, disse que as armas estavam na casa da mulher do Policial, em Campo Grande, a cerca de 40 quilômetros de onde o contraventor foi morto

O secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, que participou da coletiva, fez questão de elogiar o trabalho da equipe da Delegacia de Homicídios.

Além dos quatro fuzis, os policiais apreenderam cinco coletes da PM, uma farda da PM, uma mira laser. Ainda de acordo com os policiais, os criminosos esperaram durante quatro horas, no meio do matagal até executarem Fernando Iggnácio.

recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »