Política

Após reunião com o PP, Paulo Guedes se diz confiante em atingir o ‘meio-termo’ para aprovar Previdência

O ministro da Economia se reuniu com membros da legenda nessa quarta-feira

Por Redação Tupi

O ministro da Economia se reuniu com membros da legenda nessa quarta-feira
(Foto: Reprodução)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se reuniu com representantes da bancada do Partido Progressista (PP), nesta quarta-feira, para discutir acerca da reforma da Previdência. Após o encontro, Guedes conversou com a imprensa e garantiu estar confiante de que o governo e o Congresso irão estabelecer um “meio-termo”, que agrade a ambos os lados, para a aprovação do projeto.

Sobre a reunião, Paulo Guedes declarou: “A liderança do deputado Arthur Lira (líder do PP na Câmara dos Deputados) é decisiva para o apoio da reforma, e o partido tem se posicionado com os pleitos legítimos, têm pleitos que são regionais. E nós estamos confiantes de que essa participação da Câmara dos Deputados, e a influência decisiva dessas lideranças construtivas, vão nos ajudar a superar o desafio da Previdência. Estamos confiantes que vamos atingir um meio-termo, um objetivo comum, que vai ser muito bom para o Brasil”.

O PP faz parte do grupo de 13 partidos que manifestaram, em março, que são favoráveis à reforma da Previdência, desde que, o texto atualmente em trâmite na Câmara, sofra alterações. Entre os pontos de discordância com o governo estão a retirada das alterações no pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), benefício destinado a idosos de baixa renda, e a aposentadoria rural.

E mesmo após a conversa com o ministro, Arthur Lira (PP) afirma o posicionamento do partido permanece: “É claro que o Congresso tem a capacidade e autonomia de fazer quaisquer alterações, contanto que haja votos. A gente reafirma que trabalhador rural, BPC, desconstitucionalização, e principalmente, as questões dos estados e municípios retornarão para suas esferas de origem. Isso não acarretará nem R$ 1. Cada estado, cada assembleia legislativa e cada governador tem de ter a sua parcela de responsabilidade”.

Lira ainda concluiu sua fala à imprensa dizendo: “Se ele (Paulo Guedes) não puder dar uma declaração mais enfática, entendemos a posição do ministro, que tem de defender a reforma em sua plenitude. Mas esses pontos sequer deveriam fazer parte da reforma que veio do governo”.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Dezembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »