Política

‘Comportamento de gangue’, diz Santos Cruz sobre suposto diálogo com crítica a Bolsonaro

De acordo com o general, no momento que teria ocorrido a suposta conversa ele estava em um avião para o Amazonas, sem acesso à internet

Por Redação Tupi

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O general da reserva, Carlos Alberto Santos Cruz afirmou nesta quinta-feira, no 14º Congresso da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), em São Paulo, que o suposto diálogo em que critica Jair Bolsonaro foi comportamento de uma gangue e que foi um ato criado para pressionar o presidente a demiti-lo do cargo de ministro da Secretaria de Governo.

“Um print de uma tela falsa, como se eu tivesse falado com alguém criticando o presidente, os filhos, como se o [vice-presidente Hamilton] Mourão tivesse que assumir. Isso é crime. É medíocre, um comportamento de gangue. É uma coisa montada, mal feita, para criar um fato para pressionar o presidente a demitir. Os irresponsáveis estão vivendo um momento de glória”, disse Santos Cruz em entrevista aos jornalistas Julia Duailibi e Daniel Bramatti.

Ainda de acordo com Santos Cruz, no momento que teria ocorrido a suposta conversa ele estava em um avião para o Amazonas, sem acesso à internet. A divulgação das mensagens ocorreu em maio. No mês seguinte, o general da reserva foi demitido por Jair Bolsonaro.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
07 de Dezembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »