Brasil

Projeto limita propaganda eleitoral gratuita a veículos públicos de comunicação

Deputada afirma que o horário eleitoral é “gratuito” para o partido político, mas “para a União, ele custa caro”

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/Instagram)

Projeto de Lei limita a veiculação da propaganda eleitoral gratuita das eleições de 2020 à Empresa Brasil de Comunicação e destina os valores poupados a ações de enfrentamento do coronavírus. A empresa pública é responsável, por exemplo, pela TV Brasil, pela Agência Brasil, pela Rádio Nacional e outros veículos. Em análise na Câmara dos Deputados, a proposta altera a Lei das Eleições. Hoje ele prevê que as emissoras de rádio e TV têm direito a compensação fiscal por ceder o horário gratuito para a propaganda eleitoral.

Autora da proposta, a deputada Caroline de Toni, (PSL-SC) afirma que o horário eleitoral é “gratuito” para o partido político, mas “para a União, ele custa caro”. Com a disseminação da Covid-19 no País, culminando na decretação de estado de calamidade, é urgente o redirecionamento de recursos para as áreas afetadas, como a saúde e, indiretamente, setores da economia popular atingidos pela dureza das medidas de contenção da doença defende a parlamentar.

(Fonte: Câmara dos Deputados)

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
12 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »