Brasil

Rodrigo Maia diz que líderes devem decidir, na próxima semana, destino de Flordelis

O deputado Leo Motta (PSL-MG), já entregou um requerimento de cassação de mandato à mesa diretora

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Celia Viana / Câmara)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou, nesta quarta-feira, que vai reunir a Mesa Diretora da Casa e líderes partidários na semana que vem para decidir sobre o caso da deputada Flordelis (PSD-RJ). A Polícia Civil e o Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MP-RJ) descobriram mensagens de texto em telefones celulares que reforçam a suspeita de que a deputada planejou matar o marido, o pastor Anderson do Carmo, executado com mais de 30 tiros em 16 de junho de 2019 na porta de casa, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

A Justiça já aceitou denúncia contra a parlamentar, que se tornou ré no caso. Seis de seus filhos e uma neta estão presos. Como parlamentar, Flordelis só pode ser presa em flagrante, e só pode ser afastada do cargo por decisão da Justiça ou da própria Câmara. “Estamos aguardando o recebimento da documentação pelo Ministério Público do Rio. E na próxima semana, vou fazer reunião da Mesa e depois uma reunião com os líderes. Vamos discutir o assunto e ver de que forma a Câmara vai encaminhar esse assunto”, afirmou Maia. “Eu não posso decidir tudo sozinho, não é o melhor caminho”, acrescentou.

O deputado Leo Motta (PSL-MG), já entregou um requerimento de cassação de mandato à mesa diretora. No documento, o parlamentar fala em “avalanche de provas contra a deputada” e diz que a parlamentar “não tem condições de permanecer no cargo para o qual foi eleita”.

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Bola em Jogo
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »