Política

Sérgio Cabral, Dario Messer e ex-presidente de banco são denunciados pela Lava Jato

Segundo denúncia, Menezes comprou US$ 303 mil em vinhos em um único leilão internacional para lavar o dinheiro para Cabral em 2011

Por Redação Tupi

Foto: Arquivo Agência Brasil

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral, o doleiro Dario Messer e o ex-presidente do Banco Prosper Edson Figueiredo Menezes foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) por operarem um esquema que “lavou” cerca de US$ 303 mil – quase R$ 1,7 milhão -, segundo investigadores.

De acordo com o MPF, foram identificados “recursos obtidos via corrupção e fraudes a licitações foram movimentados por Messer e Menezes a serviço do então governador do Rio”.

A denúncia mostra que, para lavar o dinheiro para Cabral em 2011, Menezes (que usava o codinome “Gigante”) comprou US$ 303 mil em vinhos em um único leilão internacional. O valor posteriormente foi devolvido a Menezes através da rede de doleiros de Messer.

Agora, cabe à 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, se aceita ou não a denúncia. Caso a ação penal seja acolhida, Cabral, Messer e Menezes responderão pelos crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro, que, de acordo com MPF, podem levar a penas de mais de 20 anos de prisão, além de obrigatória reparação aos cofres públicos de quase R$ 1,7 milhão.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Maio de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
10:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Samba Social Clube
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »