Capital Fluminense

Pilotos que jogaram rosas em enterro de traficante são indiciados pela Polícia Civil

Casal que contratou os serviços da empresa também irão responder por três crimes

Por Redação Tupi

Helicóptero jogou pétalas de rosas no enterro do traficante Natã Isaque Souza Santos, em 2018
(Foto: Reprodução/Montagem/Super Rádio Tupi)

A Polícia Civil indiciou os dois pilotos responsáveis pelo voo que lançou pétalas de rosas no enterro do traficante Natã Isaque Souza Santos, no Cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio, em 12 de junho de 2018. De acordo com a 16ª Delegacia de Polícia (DP) da Barra da Tijuca, Nelson Carlos Moreira Chelfo e Ítalo Lopes do Couto foram indiciados por crimes contra a ordem tributária e atentado contra a segurança de transporte aéreo.

De acordo com as investigações, eles receberam R$ 3 mil pelo serviço em notas de R$ 10 e R$ 20. Por meio de nota oficial, a polícia esclareceu que as investigações apontam que os dois pilotos não emitiram nota fiscal, além de não possuírem autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para a atividade em espaço aéreo controlado pelo órgão.

Ainda segundo a corporação, o casal que contratou os serviços da empresa também foi indiciado. No caso de Phelippe da Silva Vasconcelos e Thaylany de Castro Belchior, eles irão responder por associação ao tráfico, apologia ao crime e lavagem de dinheiro.

Vale lembrar que Natã Isaque Souza Santos morreu durante uma tentativa de invasão dos traficantes de Acari ao Morro da Babilônia, no Leme, na Zona Sul do Rio. Na ocasião, o corpo de Natã e de outros seis homens foram resgatados entre a Praia Vermelha e o Leme.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Novembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Patrulha da Cidade
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »