Rio

Cedae corta 18 ligações clandestinas no Rio em cinco dias

Operação de combate às fraudes nos serviços teve o apoio da Polícia Militar e Guarda Municipal

Por Redação Tupi

Imagem de um funcionário da Cedae
Foto: Divulgação/ Cedae

Técnicos da Equipe de Segurança Patrimonial da Cedae desfizeram 18 ligações clandestinas – conhecidas como “gatos” – desde o início desta semana no Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira (22), encontraram e desfizeram o “gato” que abastecia nove quiosques construídos na calçada da Rua Barão de Gamboa, no bairro da Gamboa, no Porto Maravilha.

A operação de combate às fraudes nos serviços teve o apoio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), Polícia Militar (PM), Guarda Municipal, Comlurb e Light.

Na quinta-feira (21/10), a força-tarefa cortou duas ligações clandestinas. Na Avenida Brasil, altura de Realengo, Zona Oeste, técnicos desfizeram “gato” que abastecia ferro-velho. Já na Rua Otacílio Pedro Vasco, em Parque Anchieta, na Zona Norte, a operação identificou e eliminou ligação ilegal que abastecia uma residência.

Com estes três “gatos”, chegou a 18 o número de ligações clandestinas cortadas desde segunda-feira (18/10). Até ontem, os agentes já haviam flagrado ligações em bairros da Zona Norte, em Brás de Pina e Higienópolis; e na Zona Oeste, um na Taquara e 12 em Jacarepaguá.

As atuações fazem parte das operações da Companhia com o objetivo de eliminar pontos de ligação clandestina no Rio de Janeiro. O furto de água prejudica o abastecimento das regiões, podendo provocar vazamentos e a perda de pressão na rede, além de ser crime tipificado no artigo 155 do Código Penal.

Denúncias de ligações clandestinas de água podem ser feitas pelo site www.cedae.com.br ou pelo telefone 0800-282-1195.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Dezembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »