Conecte-se conosco

Rio

Chefe de Jornalismo da Globo é demitido após suspeita de corrupção

Segundo a declaração do GAECO, alguns e-mails mostram que o jornalista receberia sua parte do negócio

Publicado

em

Tyndaro Menezes e Renata Vasconcellos. (Foto: Reprodução)

Tyndaro Menezes e Renata Vasconcellos. (Foto: Reprodução)

O agora ex-chefe do jornalismo investigativo da Rede Globo, o jornalista Tyndaro Menezes, foi demitido da emissora carioca após suposta ligação com o delegado da Polícia Civil envolvido em caso de corrupção no setor hospitalar. Ele está sendo investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

Segundo a declaração do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), alguns trechos de e-mails enviados entre os envolvidos na venda dos insumos hospitalares mostram que o jornalista receberia sua parte do negócio. “O envolvimento de Tyndaro Menezes com o denunciado Ângelo Ribeiro fica ainda mais evidente no e-mail enviado pelo denunciado a pessoa não identificada, onde ele expressamente afirma que iria repartir com o jornalista parcela do valor recebido.”

Tyndaro Menezes foi desligado da Globo nesta quarta-feira (18) e já se defendeu das acusações para o SBT News. Segundo ele, a venda dos insumos nunca foi concluída e ele sequer negociou algum valor para receber. Tyndaro afirma ainda que, caso tenha cometido algum erro, foi na esfera da ética, por ter apresentado o empresário ao delegado. Ele ainda reiterou que não é acusado de nada ilícito ou ilegal.

Na nota oficial divulgada pela Rede Globo, a emissora informa que baseia suas decisões no Código de Ética a ser seguido e que todo relato é apurado minuciosamente para que as medidas necessárias sejam tomadas. Tyndaro Menezes estava na Globo há cerca de 30 anos e passou por várias coberturas importantes da emissora, como a operação da Polícia Militar no Complexo do Alemão, em 2010.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.