Modal

Curados da Covid-19 que doarem plasma sanguíneo poderão ganhar meia-entrada em eventos

Proposta que incentiva a doação segue para o governador Cláudio Castro (PSC), que tem 15 dias úteis para vetá-la ou sancioná-la

Por Redação Tupi

Foto: Marcelo Camargo

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (08), em discussão única, o projeto de lei 2.725/20, do deputado Rosenverg Reis (MDB), que garante meia-entrada em eventos culturais e esportivos a recuperados da Covid-19 que doarem plasmas sanguíneos. A proposta que incentiva a doação segue para o governador Cláudio Castro (PSC), que tem 15 dias úteis para vetá-la ou sancioná-la.

A medida garante à pessoa o certificado “Amigo da Saúde”, a ser emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Este documento comprobatório será a garantia de meia-entrada nos ingressos. A realização da doação de plasma sanguíneo deverá obedecer a regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e poderá servir para fins de pesquisas ou outros indicados pelas autoridades sanitárias.

“A pessoa curada dessa doença desenvolve anticorpos em seu plasma que podem auxiliar no tratamento de outros pacientes com formas graves da Covid-19. Esse tipo de terapia foi a mesma utilizada em epidemias, como a de H1N1. A concessão da meia-entrada pode incentivar recuperados a doarem para salvar vidas e fomentar estudos”, afirmou Rosenverg Reis.

Para doar, é preciso ter entre 18 e 60 anos, comprovar que tenha tido covid-19 e estar curado há pelo menos 14 dias.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »