Conecte-se conosco

Destaques

Diálogo entre traficantes do Castelar confirma participação nas mortes das crianças na Baixada

Polícia Civil identificou que bandidos locais teriam participação nos crimes após os meninos terem furtado passarinhos de um dos criminosos

Publicado

em

Crianças Belford Roxo
Crianças Belford Roxo (Foto: Reprodução)
Crianças Belford Roxo

Crianças Belford Roxo (Foto: Reprodução)

Conversas entre traficantes da comunidade do Castelar, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, foram cruciais para ajudar a concluir o inquérito que investiga a morte e o desaparecimento dos corpos de Lucas Matheus, de 9 anos, Alexandre Silva, de 11, e Fernando Henrique, de 12 anos. As crianças saíram de casa no dia 27 de dezembro do ano passado para brincar e desapareceram.

Durante a apuração, a Polícia Civil identificou que traficantes locais teriam participação nos crimes após os meninos terem furtado passarinhos de um dos criminosos.

No dia 9 de novembro, Victor Hugo dos Santos Goulart, conhecido como Vitinho ou VT, foi preso por policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, acusado de mandar matar os meninos. Nas escutas telefônicas, uma traficante do Castelar comenta sobre a prisão. “VT se entregou pra polícia pra não morrer na mão do tribunal do tráfico. Através dele o delegado falou que ele vai dizer onde está o corpo das crianças. A ordem pra matar veio dele, ele que mandou”.

Em um outro momento, a mulher fala de Willer Castro da Silva, o “Estala”, morto pelo tribunal do tráfico. As investigações mostraram que ele torturou as crianças. “O Estala torturou muito as crianças e ele [VT] mandou matar”.

Nesta quinta-feira (9) a Polícia Civil cumpre 56 mandados de prisão contra traficantes envolvidos no crime. Até às 9h, 31 mandados já haviam sido cumpridos. Dos 31, 15 já estavam na cadeia e outros 16 foram detidos nesta quinta.

Segundo a Polícia Civil, o inquérito sobre a morte das crianças será encerrado após a operação.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *