Conecte-se conosco

Capital Fluminense

‘É mais um inocente morrendo’, diz esposa de mototaxista morto na Cidade de Deus

Parentes dizem que Edivaldo Viana tentava fazer uma bandalha próximo ao viaduto da Linha Amarela, quando os agentes de segurança efetuaram os disparos

Publicado

em

(Foto: Reprodução)

(Foto: Cyro Neves / Super Rádio Tupi)

Familiares do Mototaxista Edivaldo Viana, de 41 anos, morto, nesta terça-feira (18), durante operação da Polícia Militar, na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, dizem que os policiais do 18º batalhão o mataram.

Os parentes afirmam que Edivaldo tentava fazer uma bandalha com a moto embaixo do viaduto da Linha Amarela, quando os agentes de segurança efetuaram os disparos.

(Foto: Reprodução)

A mulher dele, a auxiliar de serviços gerais, Mirian Santos, chegou a guardar uma cápsula que atingiu o ombro do marido. O carona que estava com ele também morreu baleado. Mirian pede justiça.

“Era um inocente, um trabalhador que eles mataram. É mais um inocente morrendo. Quando isso vai acabar?”, afirmou ela.

(Foto: Reprodução)

A família está no Instituto Médico Legal para conseguir a liberação do corpo. A Polícia Civil investiga o caso.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.