Rio

Estado do Rio bate recorde e registra menor número de homicídios em 30 anos

Em Julho, foi registrada redução de 3% se comparado com o mesmo mês do ano passado

Por Redação Tupi

isp
Instituto de Segurança Pública (Foto: Reprodução)

Os homicídios dolosos no estado do Rio caíram 9% nos sete primeiros meses deste ano na comparação com o mesmo período de 2020. De acordo com o relatório do Instituto de Segurança Pública, no total, foram 1.975 mortes, chegando ao menor valor para os meses desde 1991 quando a pesquisa começou a ser feita.

Em julho, foram registrados 249 homicídios, o que representa uma redução de 3% comparando com o mesmo mês do ano passado. Este foi o recorde para Julho desde 1991. Além disso, o indicador de crimes violentos letais intencionais, que agrega homicídios dolosos, lesão corporal seguida de morte e latrocínio, teve queda de 8% entre janeiro e junho e de 4% em julho deste ano na comparação com 2020. Os dados são os mais baixos desde 1999.

Apreensão de armas e drogas

Apenas no mês de julho, 560 armas foram apreendidas em todo o estado, sendo 24 fuzis. O número é 4% maior que o registrado no mesmo mês de 2020. Entre janeiro e julho, 4.248 armas foram retiradas de circulação, 240 delas, fuzis. Isso significa que, em média, mais de um fuzil foi apreendido por dia em 2021 no estado.

O ISP contabilizou ainda 1.699 apreensões de drogas em todo o estado em julho. No mês, as polícias civil e militar cumpriram 1.004 mandados de prisão e realizaram 2.711 prisões em flagrante.

Crimes contra o patrimônio

Os roubos de carga caíram 34% na comparação com julho do ano passado e 15% nos sete primeiros meses deste ano. Já os roubos de rua apresentaram redução de 5% em relação ao acumulado do ano passado e de 4% contra julho.

Principais indicadores:

▪ Homicídio doloso: 1.975 vítimas nos sete primeiros meses de 2021 e 249 em julho – estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 1991. Na comparação com 2020, o crime registrou redução de 9% em relação ao acumulado do ano e de 3% em relação a julho de 2020.

▪ Crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte): 2.057 vítimas nos sete primeiros meses de 2021 e 257 em julho – estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 1999. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 8% em relação ao acumulado do ano e de 4% em relação a julho de 2020.

▪ Letalidade violenta (homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do Estado): 2.960 vítimas nos sete primeiros meses de 2021 e 356 em julho. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 3% em relação ao acumulado do ano e aumento de 11% em relação a julho de 2020.

▪ Morte por intervenção de agente do Estado: 903 mortes nos sete primeiros meses de 2021 e 99 em julho. Na comparação com 2020, o indicador registrou aumento de 9% em relação ao acumulado do ano e aumento de 90% em relação a julho de 2020.

▪ Roubo de carga: 2.643 casos nos primeiros sete meses de 2021 e 360 em julho. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 15% em relação ao acumulado do ano e de 34% em relação a julho de 2020.

▪ Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 41.386 casos nos sete primeiros meses de 2021 e 5.815 em julho. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 5% em relação ao acumulado do ano e de 4% em relação a julho de 2020.

▪ Roubo de veículo: 15.002 casos nos sete primeiros meses de 2021 e 2.125 em julho. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 4% em relação ao acumulado do ano e aumento de 17% em relação a julho de 2020.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
28 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »