Rio

Governador afirma que família de sequestrador será amparada e confirma que ele não tinha antecedentes criminais

William Augusto da Silva, de 20 anos, fez 37 reféns na manhã de hoje em um ônibus na Ponte Rio-Niterói

Por Lucas Araújo

Foto: Reprodução

Após o fim do sequestro, que terminou com a morte do jovem William Augusto da Silva, de 20 anos, – que fez 37 reféns dentro de um ônibus na Ponte Rio-Niterói- na manhã desta terça-feira, o governador do estado Wilson Witzel afirmou que vai prestar apoio à família de William.

“Um dos familiares dele me pediu desculpas. Eu falei: ‘O senhor não precisa me pedir desculpa de nada’. Ele queria pedir desculpa e pediu a toda sociedade, pediu desculpas aos reféns, disse que alguma coisa falhou na criação”, relatou.

Foto: Lucas Araújo/Rádio Tupi

Durante uma coletiva no Palácio Guanabara, na Zona Sul do Rio, ele voltou a falar da família: “A mãe está muito abalada, se perguntando onde ela errou.”, disse.

Ao ser perguntado se o criminoso tinha antecedentes criminais, Witzel confirmou que a polícia ainda não encontrou nenhum registro.

Comentários
enquete

Os homens devem experimentar ser 'donos de casa' para ver o trabalho que dá?
Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »