Conecte-se conosco

Chuvas

Governo do Rio de Janeiro realiza nova entrega de medicamentos e insumos a municípios afetados pelas chuvas

Analgésisos, antibióticos, máscaras e outros itens foram enviados por técnicos da Secretaria de estado de saúde

Publicado

em

entrega medicantos e insumos municipios chuvas rj
(Foto: Reprodução)

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) realizou na manhã deste domingo (24/03) mais uma força-tarefa de entrega de itens de emergência aos municípios afetados pelas chuvas. As remessas de itens que compõem os chamados “kits calamidade”, contendo medicamentos, como analgésicos e antibióticos, e insumos, como máscaras, agulhas, seringas, agulhas, soro, entre outros, foram levados da Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da secretaria, em Niterói, na Região Metropolitana, para as cidades de Petrópolis e Teresópolis, na Região Serrana, e Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste fluminense. 

Teresópolis e Petrópolis já tinham recebido a visita dos técnicos da SES-RJ e da própria Secretária de Estado de Saúde, Dra. Claudia Mello, no sábado (23). Eles foram acompanhar de perto os estragos e necessidades das duas cidades com relação a área da saúde. No total, já foram enviados mais de 20 mil itens às cidades afetadas e as equipes seguem de plantão na secretaria para qualquer necessidade relacionada aos estragos provocados pelas chuvas.

“As equipes da secretaria seguem mobilizadas neste domingo para ajudar na logística de apoio e nas visitas aos municípios. Todos estão aptos para atuar nas ocorrências”, afirma a secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello. O objetivo, segundo a secretária, é orientar os gestores municipais para que os impactos à população não sejam agravados. “A gente sabe a dificuldade de atuação em momentos como estes, por isso o Governo do Rio está atuando de forma efetiva no apoio às cidades prejudicadas”, disse.

Em Teresópolis, a equipe da SES-RJ se reuniu com a subsecretária municipal de Atenção à Saúde, Michelli Pinto, no Ginásio Poliesportivo Pedro Jahara, na Várzea. Os abrigos temporários instalados no Colégio Municipal Dorvalino de Oliveira, no bairro Correia, e no CIEP Sebastião Melo, no bairro Barroso, também foram visitados. 

Em Petrópolis, as equipes também fizeram a entrega do “kit calamidade” no Núcleo de Assistência Farmacêutica da cidade. Os abrigos temporários na Escola Municipal Johann Noel, no Bigen, e na Escola João Batista, no bairro Duarte da Silveira, também foram vistoriados. 

Já em Magé, agentes da SES-RJ fizeram contato com a secretária municipal de saúde, Dra. Larissa Malta, e em seguida visitaram as Unidades Básicas de Saúde da cidade afetadas pela chuvas. 

Silvia Carvalho, superintendente de Emergências em Saúde Pública da SES-RJ, destaca que um dos pontos de atenção com as visitas é o aumento no número de casos de doenças de veiculação hídrica, que são aquelas transmitidas por água e lama contaminadas. 

“Essa preocupação é recorrente. São inúmeros os microrganismos que podem provocar adoecimento. Eles se manifestam diretamente através de enfermidades como leptospirose, doenças diarreicas, entre outras, e indiretamente, como a dengue, que se torna uma preocupação ainda maior, devido ao cenário epidêmico. São doenças sérias que, sem o manejo clínico adequado e no tempo oportuno, podem causar internações e óbitos”, alerta.

Continue lendo