Modal

Light corta energia de unidades inadimplentes do Estado

Desde julho de 2018, o Governo do Estado não vem honrando com o valor total das suas faturas de energia

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

A Light cortou, nesta quinta-feira (1º), o fornecimento de energia, por inadimplência, de unidades do Governo do Estado do Rio de Janeiro e de outras cinco prefeituras na Baixada Fluminense. Os cortes foram feitos apenas em unidades cadastradas na empresa como serviços não essenciais.

A dívida do Governo do Estado com a Light é de R$ 48 milhões, valor constituído no período de agosto de 2018 pra cá. Desde julho daquele ano o órgão não vem honrando com o valor total das suas faturas de energia.

Ao longo de todo o ano de 2020, a Light realizou diversas reuniões com representantes do Governo do Estado, em busca de uma solução para a regularização dos débitos.

A Light também está suspendendo o fornecimento de energia de algumas unidades administrativas das Prefeituras de Itaguaí, Japeri, Mesquita, Nilópolis e Queimados, por inadimplência.

A concessionária cumpriu todos os procedimentos estabelecidos pela legislação antes de efetuar os cortes. As unidades em débito foram informadas da possibilidade de suspensão do fornecimento, só efetuado após 15 dias do aviso, como estabelecem as normas do setor.

 

Secretaria municipal de educação do Rio de Janeiro

A Light foi procurada nesta quarta-feira (30) pela Secretaria Municipal de Educação (SME) com uma proposta para regularizar seus débitos. Diante dessa proposta, a empresa decidiu religar o fornecimento de energia para as unidades que tiveram o fornecimento cortado.

Comentários
enquete

Viih Tube mereceu vencer a prova do líder?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Domingo Show
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Pedro Augusto
22:00 - Giro Esportivo
11:00 - Samba Social Clube
12:00 - Bola em Jogo
06:00 - Ele & Ela
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »