Conecte-se conosco

Rio

Ministério Público pede explicações sobre ação que resultou na morte de “Bunitinho”

Ao todo, foram 19 perfurações no veículo do humorista. Além de "Bunitinho", outras três pessoas também morreram no mesmo local e nenhuma delas tinha passagens pela polícia

Publicado

em

O Ministério Público do Rio de Janeiro pedirá explicações ao Batalhão de Operações Especias (Bope) na ação que terminou com a morte de quatro pessoas, na madrugada de quinta-feira no Morro do Dendê, na Ilha do Governador. Entre os mortos está o humorista Diego Farias Pinto, o “Bunitinho”. O MPRJ indagará à corporação qual a norma que regulamenta o uso dos veículos nessas ações.

No total, foram 19 perfurações no veículo de “Bunitinho”. Somente o exame de balística, que ficará pronto em 30 dias, poderá confirmar a trajetória dos tiros, a distância dos disparos e os calibres. As armas dos policiais foram apreendidas.

Além do humorista, outras três pessoas também morreram no mesmo local: Josselino de Oliveira Junior e Jorge Tadeu Sampaio, que eram empresários de Bunitinho, e Sidney Antunes Figueiredo, que era fiscal motociclista do BRT. Um PM também ficou ferido. Nenhum dos mortos tinha passagem pela polícia.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *